Make, Coisa e Tal - www.makecoisaetal.com.br
CABELOS
Quinta - 26 de Setembro de 2013 às 23:23
Por: Tina Szabados

    Imprimir


Divulgação
Intensificador faz toda a diferença na hora de conseguir o ruivo acobreado dos sonhos.
Intensificador faz toda a diferença na hora de conseguir o ruivo acobreado dos sonhos.

Depois do post sobre a versão dupe nacional do batom que a cantora Paula Fernandes usou no Esquenta, recebi um monte de e-mails! Para a minha surpresa, o assunto em questão nas mensagens não giravam em torno do tal batom, ou da Paula Fernandes... Mas sim, da cor que estava no meu cabelo na foto que ilustra o post. Foram tantos pedidos para eu revelar a cor usada e produtos, que resolvi escrever esse post. 

Interessada? Então fica esperta aí e anota tudinho, tá? Vamos lá!

Você vai precisar de:

Tintura profissional Keune 8.34;
Oxigenada 20 volumes (se o seu cabelo já for claro) ou 30 vol (se o seu cabelo for entre o castanho e castanho claro);
Mix da Keune 0/44 ou Wella Koleston Perfect 0/43 (que são intensificadores da cor).

1 - Misture a tintura profissional com a oxigenada na proporção de 1 para 1 (ou seja, 1 bisnaga de tintura, para 1 frasco da oxigenada)

2 -  Depois adicione o intensificador de cor - cerca de 2 dedos da bisnaga (você, literalmente, deve medir dois dedos na bisnaga do intensificador e apertar só essa quantidade).

Pronto! Agora é só passar nos fios, limpos e secos e aguardar 40 minutos. Depois é só enxaguar, hidratar e secar.

Observações:

O tom natural do meu cabelo é um loiro médio, meio dourado / meio acobreado. Sem tinta, ele fica assim nas fotos feitas com flash:

E assim, nas fotos feitas sem flash, com luz natural:

Além da Keune, já usei outras marcas como a Garnier- cor Fogo (7.44): a única tintura de caixinha que usei na vida pra ficar com o cabelo ruivo natural. Infelizmente, a Garnier tirou o produto do mercado nacional... Depois passei para a 7.44 da Wellaton (mas mudaram a fórmula do produto e a cor ficou diferente, puxando muito para o vermelho...). Depois fui para Alfaparf 8.34 e a marca retirou o produto do mercado. Então achei a Keraton. Mas as lojas por aqui nunca tinham o 8.34. Corri para a Itely 8T e 8FA, mas em alguns meses o produto tb sumiu das prateleiras. Por fim, recorri a Keune. 

VEJA TAMBÉM:
Passo a passo – Cabelos ruivos acobreados

Na primeira foto, com a Garnier no sol e, na segunda imagem, usando a Itely em luz natural.

Ou seja, manter os cabelos nesse tom, não é tão fácil quanto com outras cores. Não há grande disponibilidade de marcas com esse tom irlandês. E, quando há, as lojas não costumam pedir para revender por alegarem que há pouca demanda. 

DICAS:

 - Se você tem cabelo naturalmente castanho escuro ou preto, vai precisar usar ox de 40 volumes ou fazer uma descoloração prévia antes do tingimento.Particularmente, não gosto da ideia de descolorir os fios para pintar com esse tom porque os pigmentos cobre não costumam fixar em cabelos com as escamas abertas. Se tiver que descolorir, será necessário hidratar muito antes de pintar de ruivo natural para a tinta não desbotar rápido.

 - Tinta não clareia tinta. Ou seja, cabelos tingidos com cores escuras ou vermelhas, precisam de decapagem antes do processo de tingimento. Se esse é o seu caso, indico o DekapColor - que é um produto próprio para isso, sem amônia ou oxigenada.

 - Se você tem fios muito longos, grossos ou volumosos, vai precisar de mais de um tubo de tintura (no meu, por exemplo, usava 3 bisnagas!).

COR DO RUIVO E TOM DE PELE

Muito se fala do tom certo para cada cor de pele. Dizem que o ruivo acobreado é perfeito para as meninas mais clarinhas, de olhos verdes ou cor de mel. Mas penso um pouco diferente. Aliás, não apenas eu. Vocês chegaram a ver a modelo e apresentadora Tyra Banks ruiva? Ela é negra e arrasou com o tom de acobreado indicado para a pele dela. Sim! Existe diferença entre tons acobredos: algum 'puxam' mais para o dourado e têm base laranja. Outros 'puxam' mais para o terracota e têm base vermelha e azul =) 

A cor também funciona para quem é branquinha, mas possui olhos escuros, como eu. Outras 'branquinhas' que usaram o tom cobre, de forma bacana, foram  Marjori Estiano e Débora Falabella. Lembram?

Trocando em miúdos, meninas, o tom é ideal para quem tem alma ruiva é aquele que melhor 'casa' com seu tom de pele. Peles quentes ficam ótimas com ruivos terracota e caramelo. Peles frias em tons de cobre puxados para o dourado e alaranjado. Mas, acima de tudo, para convencer com as madeixas cor de fogo, você tem que ter atitude e personalidade ruiva.

MAIS DICAS PARA QUEM QUER INCENDIAR:

Depois de ler tudo isso, você se convenceu de que só não nasceu ruiva por um capricho da natureza e decidiu aceitar a ajuda da cosmética para dar asas à Fênix dentro de você. Ok. Mas antes fique esperta e leia as dicas de como chegar ao tom :

Morena: Mulheres de cabelos mais escuros e naturais podem aplicar a tintura 8.4 (louro claro acobreado) ou 8.34 (louro claro dourado acobreado) e emulsão de 30 volumes. A mistura deverá agir por 40 minutos. O resultado final é o ruivo acobreado. Se o tom não ficar o desejado, será necessário fazer uma decapagem suave e aplicar um tonalizante cobre.

Se você tiver optado pela descoloração, tome cuidado com os tons que tiverem os números 3.4 depois do número inicial (por exemplo: 7.34 ou 8.34). É que eles significam que a tintura tem reflexos dourados e alaranjados. Em cabelos descoloridos, a união destes reflexos produz a cor laranja mais intensamente. Então, a não ser que esta seja a idéia, evite -os.

Loura: As loiras (mesmo aquelas que possuem os cabelos na tonalidade louro escuro [natura]) também devem aplicar a tintura 8.4 por todo o cabelo. Porém, se o cabelo estiver louro claro, pode ser preciso aplicar um tom mais escuro, como o 7.4 na raiz e no comprimento, deixando agir somente por 15 minutos.

Apesar das dicas, não esqueça que para um resultado perfeito, o ideal é procurar um salão de confiança que possa fazer a sua coloração com segurança!


Bom meninas, está aí a receita do ruivo maravilha! Espero que gostem e me contem como ficou, ok?! 

Ainda ficou com dúvidas? Envie um comentário abaixo :-)





Autor

Tina Szabados
contato@makecoisaetal.com.br

Tina Szabados - Jornalista por formação. Blogueira por acaso. Carioca, mãe de dois anjos azuis (TEA - Transtorno do Espectro Autista) e quarentona.

Comentários (pelo Facebook)

URL Fonte: http://www.makecoisaetal.com.br/noticia/25/visualizar/