Make, Coisa e Tal - www.makecoisaetal.com.br
BELEZA
Quinta - 04 de Agosto de 2016 às 08:00
Por: Tina Szabados

    Imprimir


Um dos primeiros ensinamentos que aprendi da minha avó foi: "NUNCA diga NUNCA". Mas a gente cresce e esquece dessa verdade tão redundante, mas - ao mesmo tempo - absoluta na vida... Já reparou na quantidade de coisas que juramos não fazer, não usar, não comer... Mas depois de algum tempo... Pháááá! Estamos fazendo, comendo ou usando aquilo que, quase de pés juntos, juramos nunca gostar...

Falar sobre aquilo que, em alguma fase da vida, dissemos ser "água que jamais beberíamos" é o tema do Conexão Carioca essa semana e eu poderia citar uma infinidade de coisas que eu não gostava, mas que - com o passar dos anos - acabei ... apreciando, digamos assim. Comidas, comportamentos e, claro, maquiagens.

Como o Make, Coisa e Tal é um blog de Beleza, resolvi focar nessa área e citar para vocês 6 "coisas" de beleza que disse que nunca usaria, mas acabei me rendendo. Olha só:

BATOM METALIZADO

Usei batom com brilho de metal nos anos 90. Depois que a "moda" acabou, passei a achar horrível e jurei para mim mesma nunca mais voltar a usar. Daí, quase 20 anos depois a tendência ressurgiu com tudo e acabei tendo que experimentar para mostrar a vocês aqui no blog (AQUI TEM UM POST SOBRE A VOLTA DOS BATONS METALIZADOS). E não é que tomei gosto novamente? Tô usando e amando essa trend! Sentindo-me com 18 anos novamente - nem que seja só no uso do metalizado no bocão. :D

ESMALTE METALIZADO E COM GLITTER

Esse foi outro ícone de beleza lá nos anos 90, quando eu tinha uns 17, 18, 21 anos. Usava esmalte prata cintilante, dourado cintilante, azul cintilante, marrom cintilante... Se não brilhasse, não servia pra mim! Os anos passaram e, quando eu olhava as minhas fotos pessoais com aqueles esmaltes gritantes, eu pensava: "como eu pudia gostar disso?" O esmalte cintilante e metalizado, para mim, era tão "feio" quanto a meia de lurex que minha mãe usava com sandália, lá nos anos 70!!!

Mas a vida? "A vida é uma caixinha de surpresas" e quando eu menos esperava, comecei a me apaixonar novamente pelos cintilantes e, de quebra, adotei os esmaltes com glitter. :D A coisa foi tão além, que hoje uso esmalte cintilante até nas unhas dos pés!

NAIL ART

Achava mega cafona! Hoje em dia acho muito bacana. Uma pena que não sei fazer em mim mesma... #PoxaQueria Por isso acabo usando menos do que eu gostaria. Gosto de combinar uma "filha única" de nail art com esmaltes que "casem" com a arte da unha ;-) Essas da imagem, são da Carol Centurion em colaboração especial para o Make, Coisa e Tal. Têm passo a passo de cada uma delas aqui no blog. Para conferir é só entrar AQUI.

PELÍCULA PARA UNHAS

Foi a mesma questão da nail art. Acho que passei a gostar de ambas ao mesmo tempo. Prefiro casar uma unha com película, com as outras em esmalte combinando. Também tenho uma queda pelas "estampas" diferentes, ou que tenham alguma relação comigo, com minha personalidade, como essas da Mulher Maravilha (aliás, essa tá nas unhas da Simara Pink - que manda muito bem com películas! Fico só "babando" nas fotos que ela posta), Malévola, escamas de Sereia...

MAQUIAGEM E ESMALTE AMARELO

Não sei porque raios eu torcia o nariz para tudo o que fosse amarelo. Depois que me tornei ruivona, passei a amar a cor. Gosto de sapato, bolsa, casaco, maquiagem, esmalte e até carro amarelos! Minhas amigas comentam que gostar de carro amarelo é coisa de mulher de pagodeiro... Mas não tô nem aí! Hahahahahahaha!!!

UNHAS POSTIÇAS

Outra coisa que odiava era unha postiça. Puro preconceito. Acho que rolava uma ideia louca na minha cabeça de que, se era fake, não prestava. Confundia coisas fakes com pessoas fakes... Daí veio o hipotireoidismo e minhas unhas ficaram mega fracas e comecei a usar unhas postiças - uma vez ou outra - para ter um visual mais sexy nas mãos. Mas a minha vontade mesmo é colocar aquelas unhas de porcelana ou fazer encapsulamento de unhas.

Agora conta aí, o que é que você dizia que nunca ia usar e acabou "pagando a língua"?

Minhas colegas do Conexão Carioca contaram sobre o que não gostavam e hoje usam, fazem ou vestem. Para conferir, é só clicar nos links abaixo:

Claudia Speroto, do Usei - Contei!

Patricia Meireles, do Fuxico de Mulher

Luciana Vilela, do Mulher Sem Photoshop

Dafne Dias, do Elfinha


Um beijo e até a próxima!

Esse post NÃO é um publieditorial!!!

SIGAM-ME TAMBÉM NAS REDES SOCIAIS:

Facebook, Instagram, Youtube, Twitter, Google+ e Pinterest





Autor

Tina Szabados
contato@makecoisaetal.com.br

Tina Szabados é graduada em Jornalismocom especialização em Comunicação Empresarial pela Universidade Cândido Mendes. É coordenadora de Comunicação na empresa Enfática Comunicação & Marketing, tem 38 anos e é mãe de um garotão de 11 anos de idade e de um bebezão de dois anos! Apesar de já ter trabalhado em várias áreas da comunicação, é fascinada pela imprensa feminina, onde atua como editora no site Make, Coisa e Tal.

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://www.makecoisaetal.com.br/noticia/487/visualizar/